Quinta-feira, 14 de Abril de 2011

Um Poema por Semana: "Na praia lá da Boa Nova, um dia"

 

Título: Na praia lá da Boa Nova, um dia

Na praia lá da Boa Nova, um dia,
Edifiquei (foi esse o grande mal)
Alto Castelo, o que é a fantasia,
Todo de lápis-lazúli e coral!

Naquelas redondezas não havia
Quem se gabasse dum domínio igual:
Oh Castelo tão alto! parecia
O território dum Senhor feudal!

Um dia (não sei quando, nem sei donde)
Um vento seco de Deserto e spleen
Deitou por terra, ao pó que tudo esconde,

O meu condado, o meu condado, sim!
Porque eu já fui um poderoso Conde,
Naquela idade em que se é conde assim...

António Nobre
1867-1900

Qual foi a declamação que mais gostaram esta semana? 

publicado por rtiatpovoacao às 00:35
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 13 de Abril de 2011

Crise (em chinês) - Perigo + Oportunidade

 

Falámos de um peixe nipónico muito irrequieto na última sessão. Ainda se recordam do seu nome? Entretanto, nesta semana, "pesquei" uma notícia dos nossos vizinhos Terceirenses que deixo à vossa consideração. Disse Vizinhos?!? Perdão! VIZINHAS! Em tempos de crise, um pouco por todo o mundo, muitas vezes são as mulheres as primeiras a dar o exemplo.

 

Falando ainda de mulheres com M maiúsculo, deixo-vos também uma pergunta para o vosso "Trivial de Saberes Fundamentais":

- Quem foi Maria da Fonte? / Que propósitos teve o movimento encetado por Maria da Fonte?

 

Enquanto a fábrica de Vila Franca do Campo encerra,- por falta de pescado para transformação, segundo li no Açoriano Oriental na semana passada,- atentem nesta boa nova protagonizada pela Associação de Mulheres de Pescadores e Armadores da Ilha Terceira (AMPAIT):

 

Açores - Pescadores iniciam projecto de pesca e turismo No Porto de São Mateus, em Angra do Heroísmo, Açores

 

Arranca em Junho um projecto que casa pesca e turismo. Embarcar turistas em pesqueiros e partir à descoberta do mar é a sugestão da Associação de Mulheres de Pescadores e Armadores da Ilha Terceira (AMPAIT). O projecto, inovador a nível regional, deve arrancar em meados de Junho, permitindo aos participantes «um contacto directo com a pesca artesanal, a vivência diária das gentes da terra e como se relacionam com o resto do mundo», salientou Maria da Glória Brasil, presidente da AMPAIT, entidade promotora deste projecto. «Esperamos ser originais, atrair pessoas que nunca tenham vivido ou queiram renovar experiências no mar, mas também queremos que pescadores e armadores possam ganhar mais algum dinheiro», afirmou Maria Glória Brasil. Maria da Glória Brasil revelou que «estão preparadas três embarcações cabinadas, com nove metros e capacidade para transportar entre seis e oito turistas, que se podem deslocar até seis milhas da costa para, durante três a quatro horas, vivenciarem a pesca nas ilhas». Quem quiser «embarcar» na pesca-turismo terá de desembolsar entre 70 a 80 euros, que dão direito a uma refeição a bordo e a dois quilos do pescado ou meio quilo mais uma refeição que poderão cozinhar eles próprios num dos restaurantes da zona do porto de pesca. Durante a viagem, os participantes na pesca-turismo receberão informação sobre as espécies de peixes, muitas únicas dos Açores, além de explicações sobre o clima, o ambiente e a gastronomia local. A presidente da AMPAIT sublinha ainda que se «pretende dinamizar a restauração e o artesanato da freguesia de S. Mateus, nos arredores de Angra do Heroísmo, cidade classificada como Património Mundial pela UNESCO». Antes de iniciarem esta nova tarefa, os pescadores vão frequentar um curso de formação, que, segundo a presidente da AMPAIT, abordará «as particularidades da arte de bem receber visitantes locais, nacionais e estrangeiros». Esta formação será orientada por pessoas ligadas ao turismo regional e nacional e direccionada para armadores, mestres de barcos, guias e radioamadores, num total de 15 pessoas.

 

"Pescado" por Pedro Chorão, em Café Portugal | quarta-feira, 13 de Abril de 2011

http://networkedblogs.com/gBoEi

Pesca do Atum (rabilho) nos Açores

 

Pesca do Atum (rabilho) nos Açores

 

publicado por rtiatpovoacao às 23:43
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 12 de Abril de 2011

The Power of Words

Sabiam que Chaplin se recusou a dar voz ao Charlot?!? A indústria de Hollywood queria que o seu maior génio se convertesse à tecnologia, mas Charles manteve-se irredutível. Dizia: "Se dou voz ao vagabundo ele morre..." Lembrei-me deste episódio ao ver este video. Está brilhante, mas as palavras dispensavam-se. Creio que aumentava ainda mais o impacto pretendido. Continuem a publicar,- pensando primeiramente no "Porquê?"-, mas não se esqueçam de comentar as vossas escolhas, a não ser que o verso, a música ou o video seja "breathtaking", "speechless". Revejam as vossas publicações e acrescentem "um ponto", mesmo que estes vos tenham deixado sem palavras. Saudações! Pedro Chorão
publicado por rtiatpovoacao às 01:15
link do post | comentar | favorito
Domingo, 10 de Abril de 2011

Ser Poeta, de Florbela Espanca

Ser Poeta Ser poeta é ser mais alto, é ser maior Do que os homens! Morder como quem beija! É ser mendigo e dar como quem seja Rei do Reino de Aquém e de Além Dor! É ter de mil desejos o esplendor E não saber sequer que se deseja! É ter cá dentro um astro que flameja, É ter garras e asas de condor! É ter fome, é ter sede de Infinito! Por elmo, as manhãs de oiro e de cetim... É condensar o mundo num só grito! E é amar-te, assim, perdidamente... É seres alma, e sangue, e vida em mim E dizê-lo cantando a toda a gente! Florbela Espanca
publicado por rtiatpovoacao às 18:41
link do post | comentar | favorito

"Ser poeta"... a caminho de Al...Garbe

Ante - Scriptum: Pergunta(s) para o vosso Trivial de Saberes Fundamentais? - De que língua derivam os vocábulos portugueses começados por "AL"? - O que significa "Al Gharb" (ou) Gharb al-Ândalus?

Traz-me à memória viagens da minha infância, da Serra Da Serra da Estrela para o Algarve, cruzando o "Além...Tejo". Meu pai começava uma jornada de 7 horas de viagem às 6 da madrugada, levando numa garrafa térmica 5 bicas que bebericava pelo caminho, para fugir à bigorna dos 40º que se sentiam fora do carro. Não havia ar condicionado no carro... . 4 horas volvidas, dizia-me assim: "Ali é Vila Viçosa!" A minha mãe, professora de Português, respondia : "Terra da Florbela Espanca!". Meu pai colocava no leitor de cassetes Trovante e os 3 cantávamos "Ser Poeta é ser mais alto..." E 2 horas de viagem restavam para completar UMA de muitas "odisseias" , que desembocavam no Al...Garbe! UM Alentejo amarelado ficava para trás das costas... UMA quinzena de Verão azul tínhamos pela frente :)

Pedro Chorão

publicado por rtiatpovoacao às 18:28
link do post | comentar | favorito
Sexta-feira, 8 de Abril de 2011

Seminário “Por um Solo Melhor” termina com Balanço Muito Positivo

A equipa Eco-Escolas da Escola Profissional da Povoação realizou de 4 a 6 de Abril um Seminário intitulado “Por um Solo Melhor”, sob a orientação da Formadora Cátia Cardoso, no Auditório Municipal da Vila. Durante três dias estiveram em discussão questões ligadas à gestão de resíduos, à protecção da biodiversidade regional e à necessidade de organização e implementação de práticas agrícolas mais sustentáveis, particularmente no campo da agricultura biológica. O evento trouxe para a praça pública uma discussão institucional e estratégica, transversal aos sectores do poder público local e regional, de forma a promover uma consciencialização ambiental colectiva. O acontecimento, que abordou temas de relevo para o Concelho da Povoação, contou com a presença de diversas individualidades e especialistas nas matérias em questão. A sessão de encerramento foi presidida pelo Secretário Regional da Agricultura e Florestas, Noé Rodrigues que, na altura, fez uma breve retrospectiva da evolução da agricultura e no arquipélago e destacou a necessidade de regressarmos às práticas agrícolas realizadas pelos nossos antepassados. Falando da agricultura biológica, o secretário da tutela, disse que se trata de um método seguro e amigo do ambiente. “Na agricultura biológica podemos esperar que há saber. Quem a pratica sabe o que faz porque obedece a critérios de certificação muito rigorosos”. Outra das ideias transmitidas foi a dos elevados custos que estas práticas agrícolas exigem, comparativamente, aos produtos considerados convencionais. No entanto, o seu consumidor habitual está consciente que vai pagar mais pelo produto. A agricultura biológica, segundo o secretário, está assim muito segmentada principalmente pela questão do preço, que é também ainda um factor incontornável devido aos actuais custos de produção. Para Noé Rodrigues a agricultura biológica podia expandir-se a outros produtos como o leite e seus derivados, o que implicaria mais investimentos, mas a lei do mercado nem sempre está do lado do produtor. Já no final, Cátia Cardoso, fez um balanço muito positivo dos 3 dias, afirmando que os alunos vão elaborar no final do ano um relatório onde constam todas as acções que desenvolveram no âmbito do projecto Eco-escolas da Comunidade Europeia, com o intuito de se candidatarem ao Galardão da “Escola Ecológica”.

 

Parabéns Formadora Cátia Cardoso pelo excelente trabalho!

Cruso TIAT

Formanda Leonor 

publicado por rtiatpovoacao às 01:53
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 7 de Abril de 2011

Sugestão da Semana do Professor Chorão:

 
Sinopse

Quando Jonas foi engolido pelo «grande peixe», tentava apenas escapar para o território que é agora Portugal. Foi aqui que Aníbal encontrou os guerreiros, as armas e o ouro que tornaram possível a sua marcha sobre Roma; e Júlio César, a fortuna que lhe permitiu as conquistas da Gália e da Inglaterra. Durante a Alta Idade Média, mais a norte, os governantes árabes integraram Portugal na civilização mais avançada do mundo. Após a conquista de Lisboa, pelos Normandos, o novo Portugal levou Veneza à bancarrota e tornou-se a nação mais rica da Europa.
Antes de ser eleito Papa, com o nome de João XXI, Pedro Hispano, nascido em Lisboa, escreveu um dos primeiros compêndios modernos sobre Medicina que, um século mais tarde, era livro de consulta obrigatória em quase toda a Europa. Os Portugueses levaram as túlipas, o chocolate e os diamantes para a Holanda, introduziram na Inglaterra o hábito do chá das cinco e deram a Bombaim a chave do Império. Ensinaram a África a proteger-se contra a malária e levaram carregamentos de escravos para a América. Introduziram, na Índia, o ensino superior, o caril e as chamuças e, no Japão, a tempura e as armas de fogo.

 
A Primeira Aldeia Global de Martin Page

 

Críticas de imprensa

 

«Martin Page apresenta-nos uma nova perspectiva sobre um país fascinante. A Primeira Aldeia Global é uma narrativa deslumbrante.»
The Financial Times

«Em A Primeira Aldeia Global, Martin Page corrige brilhantemente uma lacuna. É uma obra clara, erudita, divertida e sempre actualizada.»
The Daily Mail

«Martin Page é cheio de vivacidade.»
The New Yorker

publicado por rtiatpovoacao às 15:49
link do post | comentar | favorito
Quarta-feira, 6 de Abril de 2011

Um Poema por Semana, RTP2

 

ARIANE

Ariane é um navio.
Tem mastros, velas e bandeira à proa,
E chegou num dia branco, frio,
A este rio Tejo de Lisboa.

Carregado de Sonho, fundeou
Dentro da claridade destas grades...
Cisne de todos, que se foi, voltou
Só para os olhos de quem tem saudades...

Foram duas fragatas ver quem era
Um tal milagre assim: era um navio
Que se balança ali à minha espera
Entre gaivotas que se dão no rio.

Mas eu é que não pude ainda por meus passos
Sair desta prisão em corpo inteiro,
E levantar âncora, e cair nos braços
De Ariane, o veleiro.

Miguel Torga
1907-1995

Diário vols. I a IV
Miguel Torga
Publicações Dom Quixote

 

 

 

 Estreou, no Dia Mundial da Poesia (21 de Março) UM POEMA POR SEMANA: 15 poemas em 75 dias, ditos por 75 pessoas

Sophia de Mello Breyner Andresen, Cesário Verde, Ruy Belo, Fernando Pessoa, Miguel Torga, Sá de Miranda, António Nobre, Alexandre O'Neill, Luís Vaz de Camões, Jorge de Sena, José Régio, David Mourão-Ferreira, António Gedeão, Eugénio de Andrade, Mário Cesariny.

O que têm em comum estes poetas? Para lá do facto de estarem mortos? Todos marcaram indelevelmente a história da literatura em língua portuguesa.

Mais do que isso: marcaram o nosso imaginário e condicionaram a nossa identidade! Ainda que, muitas vezes, disso não tenhamos consciência...


Um Poema por Semana:

O poema dito de segunda a sexta-feira por 5 pessoas. Uma à segunda, outra à terça, outra à quarta, outra à quinta e outra à sexta. O mesmo poema! Será emitido diariamente, com duas repetições por dia.

 

Os "dizedores":

São homens e mulheres, novos e velhos, falantes de português. Gente que tem em comum gostar MUITO de poesia.

 

"Um Poema por Semana" é uma ideia de Paula Moura Pinheiro.

Escolha dos poemas: José Carlos de Vasconcelos, jornalista com longa história na ação cultural em Portugal e diretor do clássico "Jornal de Letras";

Direção artística, realização e cenografia: Paulo Braga, um criativo sénior do mundo da Publicidade; 

Direção de Casting: João Gesta, o apaixonado inventor de Quintas de Leitura no Teatro do Campo Alegre, no Porto; e por Gonçalo Riscado, Sandra Silva e Alexandre Cortez responsáveis pelo Festival Silêncio;

Casting: Patrícia Vaz; Sandra Silva; Alex Cortez;

Produção: Frederico Wiborg;

Direção de fotografia: André Szankowsk;

Genérico: Nicolau Tudela;

Concepção Sonora: Ari de Carvalho;

Edição de Poemas: Sara Oliveira;

Conteúdos Web: Ricardo Tomé, Telma Teixeira;

Estúdio e Equipa Panavideo:

Operadores Câmara - Jorge Afonso, Luís Pereira, Miguel Rodrigues;

Assistentes de estúdio: Márcio Flores, Pedro Santos;

Chefe Eletricista: Luís Apura;

Técnico som: Ricardo Pereira;

Sonorização: Samuel Rebelo;

Pós produção vídeo: João Paulo Marques, Miguel Lopes;

Anotadora: Tânia Alve;

Produção: Anabela Almeida, Carla Cordeiro, Jú Carvalho;

Assistente Produção: Sandra Durães;

Make up: Carla Mateu;

Assistente de Realização: Rita Bonito;

Apoios: Jornal de Letras, MusicBox;

 

 

Horário:

Antes das 14h

Às 18h30

Antes das 22h

 

 

Vejam ainda:

Fotos "Um Poema por Semana"

Facebook RTP2

 

publicado por rtiatpovoacao às 01:53
link do post | comentar | favorito
Terça-feira, 5 de Abril de 2011

Inglês - Lista de Verbos Irregulares

publicado por rtiatpovoacao às 17:22
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Feira Povoacense de 9 a 1...

. CLC 7 – DR3: Ciência e Co...

. Como se faz um audiolivro...

. "Biblioteca" de audiolivr...

. CLC 7 - DR2: Tutorial do ...

. "Fundação Pingo Doce de P...

. Mecenato: uma reflexão, n...

. Actividade Extra -.curric...

. A Tempestade de William ...

. Novos livros

.arquivos

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds