Quinta-feira, 26 de Maio de 2011

Mecenato: uma reflexão, num minuto

Ainda se recordam do que queria dizer Mecenato? Falámos da Fundação Caloust Gulbenkian e da família Champalimaud, que são expoentes máximos do investimento no ensino, na cultura e na ciência que se produz em Portugal. Deixo, por último, um patrocínio que vai dar muito que falar... e que pensar a todos nós: a "fundação Pingo Doce"!
Quando o acesso aos livros e à informação era limitado, cirandavam por todo o país carrinhas castanhas das bibliotecas itinerantes da Fundação Gulbenkian. Hoje os tempos são outros e, felizmente, o acesso a livros - ebooks e audiobooks - está ao alcance de um clique, de forma gratuita. Todavia, o retalhista Manuel dos Santos foi mais longe. Depois de reflectir teve uma ideia extraordinária: "Tendo eu centenas de hipermercados pelo país, porque não transformá-las em mini livrarias, com livros sobre assuntos actuais e importantes para o país, por um par de euros ?!?" Da próxima vez que forem às compras ao Solmar, procurem livros da colecção da Fundação Francisco Manuel dos Santos. Estão na caixa, ao lado da revista Maria. Se folhearem à socapa um par de páginas na fila para pagamento, estou certo que o dono do Pingo Doce não levará a mal a ousadia.                      
O que é a Fundação Francisco Manuel dos Santos?

Criada em 2009 pelos descendentes de Francisco Manuel dos Santos, a fundação tem como principal objectivo estimular o estudo da realidade portuguesa, com o propósito de assim contribuir para o desenvolvimento da sociedade, o reforço dos direitos dos cidadãos e a melhoria das instituições públicas. Sem prejuízo da realização de outras actividades adequadas à prossecução dos seus fins, a fundação promove estudos, elabora análises sobre temas seleccionados, publica os resultados das suas observações e pesquisas, formula recomendações e fomenta a discussão pública sobre as matérias que são objecto dos trabalhos.

No respeito pelos valores da liberdade individual, da democracia e da igualdade de oportunidades, a FFMS procura promover a participação da sociedade civil nos debates públicos sobre todas as questões relevantes para a comunidade nacional. A fundação está empenhada em estimular o pensamento e o estudo tendentes a diminuir a pobreza e a injustiça, assim como a reforçar a coesão social, tanto no plano nacional como no das comunidades locais. Nas suas actividades, a FFMS procura pautar-se por critérios de mérito e pluralismo e compromete-se a assegurar uma rigorosa independência de vínculos políticos, partidários, religiosos e económicos.

No decurso dos próximos anos, a fundação tomará várias iniciativas, sempre com os mesmos objectivos: estudar, conhecer e debater. Fá-lo-emos de modo aberto e transparente, na esperança de assim cativar o interesse e a colaboração de quantos comungam dos nossos ideais. Para isso, utilizaremos todos os meios de comunicação e informação que a sociedade e a tecnologia modernas nos oferecem: a Internet, a televisão, o cinema e as edições escritas. Tentaremos que os estudos, os documentos e os trabalhos produzidos pela fundação tenham a mais larga divulgação. Não aceitamos a ideia de que a informação e o conhecimento devam ficar reservados a uma elite informada.

A fundação considera que a informação isenta e rigorosa, divulgada da maneira mais aberta possível, é um instrumento de liberdade, na medida em que contribui para a formação de opiniões livres. A liberdade dos nossos concidadãos: é esse o ideal que une os que dirigem esta fundação. É essa a nossa crença.

António Barreto,

 

Presidente do Conselho de Administração

Para consultar títulos de ensaios já publicados, assim como e-books:
   
publicado por rtiatpovoacao às 23:44
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De rtiathelder a 27 de Maio de 2011 às 12:18
Não são dragões, são morcegos.....


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Julho 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2

3
4
5
6
7
8
9

10
11
12
13
14
15
16

17
18
19
20
21
22
23

24
25
26
27
28
29
30

31


.posts recentes

. Feira Povoacense de 9 a 1...

. CLC 7 – DR3: Ciência e Co...

. Como se faz um audiolivro...

. "Biblioteca" de audiolivr...

. CLC 7 - DR2: Tutorial do ...

. "Fundação Pingo Doce de P...

. Mecenato: uma reflexão, n...

. Actividade Extra -.curric...

. A Tempestade de William ...

. Novos livros

.arquivos

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

.tags

. todas as tags

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds